Matéria publicada na revista Game Business, July 23, 2017 e postada neste Blog.

(https://www.gbizbrasil.com.br/single-post/2017/07/23/PILATES-TAMB%C3%89M-%C3%89-COISA-DE- GAMERS)

Por Érika Batista – Fisioterapeuta mestre em reabilitação, especialista em traumato-ortopedia e coordenadora do FisioStudio Pilates & Funcional do Ibirapuera-SP.

“Engana-se quem pensa que Pilates é coisa de mulher! O método, baseado no boxe, na natação, na ginástica e no yoga, foi criado por um homem, o alemão Joseph Pilates. Ele adquiriu um excelente repertório motor e, por volta de 1929, fundou o primeiro estúdio de Pilates na Oitava Avenida de Nova York e logo seu método, denominado primeiramente de Contrologia, ganhou repercussão mundial. Naquela época, muitos de seus clientes eram homens e atualmente no Brasil é cada vez mais comum o público masculino frequentar os estúdios de Pilates. Assim como as mulheres, os homens se beneficiam (e muito) do método principalmente na melhora da postura, diminuição das dores e ganho de flexibilidade.

No mundo dos gamers profissionais o método Pilates não só pode, como deve ser praticado! Os jogadores de eSports, considerados atletas de alto rendimento,  já na adolescência passam horas sentado em má postura na frente de seus computadores e, apesar da pouca idade, isso não os impede de ter lesões associadas ao overtraining. Esses atletas chegam a treinar entre 8 a 12 horas por dia, além do tempo de competição! O tempo prolongado na mesma posição e o excesso de treino contribuem para queixas comuns entre eles, como dores na coluna lombar, cervical e nos membros superiores, além da própria tensão das competições que causa contratura muscular.

Check list das cinco disfunções músculo-esqueléticas mais frequentes entre os gamers:

1. Cervicalgia: também conhecida como dor na região do pescoço, que pode irradiar para ombros e braços. Sua causa está relacionada com o excesso de tempo em que a cabeça fica projetada à frente do tronco, sobrecarregando os músculos de trás da coluna cervical.

c94719_556721630913478cbeefd65b1398136f~mv2

2. Contratura muscular dos ombros: é causada pelo posicionamento dos braços durante os treinos e competições. Um dos músculos mais comprometido é o trapézio superior que fica em constante contração (conhecida como hiperatividade muscular). Além da dor é frequente os ombros apresentarem pontos de tensão muscular, aliviados com técnicas fisioterapêuticas manuais e fortalecimento muscular adequado.

3. Tendinite dos músculos do antebraço: o excesso de treinos e competições entre os gamers causa com frequência a inflamação dos músculos do antebraço. Quando não tratada adequadamente, essa inflamação evolui para a degeneração das fibras musculares e dos tendões (lesão conhecida como tendinose), limitando os jogadores e causando movimentos antálgicos para compensar a dor.

c94719_331a50a73d0d4c3ea571f05ac5ce9d65~mv2

4. Síndrome do túnel do carpo: no punho passa o nervo mediano e com o overtraining os tendões dos músculos que passam neste túnel comprimem o nervo mediano, causando dor local, que pode evoluir para a fraqueza muscular nos dedos inervados por este nervo, principalmente o primeiro, segundo e terceiro dedos dedo da mão.

c94719_ef2222bc862b4a9792c4fd98b7ea7e84~mv2

5. Lombalgia: conhecida como dor na parte inferior das costas, esta disfunção é causada pelo excesso de tempo em que o jogador permanece sentado. Esta postura é a que mais comprime as estruturas anatômicas da coluna, como os discos e vértebras. Com o passar do tempo o gamer pode até desenvolver a hérnia de disco lombar.

c94719_9e6e667501e04b8990807301e44dcde2~mv2

O Pilates pode ser um excelente recurso não somente para tratar as disfunções citadas acima, como também para preveni-las. Os exercícios são sempre orientados por profissionais da área da saúde e adaptados para as necessidades e objetivos de cada praticante.

 No caso dos gamers profissionais, o método proporciona melhora da postura, diminuição dos episódios de dores na coluna cervical e lombar, prevenção das tendinites e lesões dos membros superiores. Já nas primeiras sessões é possível observar a melhora do quadro doloroso dos atletas.

 Os princípios do Pilates são fatores fundamentais na melhora da resistência durante as competições, isso porque a execução dos exercícios da modalidade exigem concentração para manter a postura mais natural possível e não sobrecarregar músculos que não participam dos movimentos. A respiração associada aos movimentos, promove o relaxamento global, oxigena o cérebro e os músculos, melhorando inclusive a qualidade do sono, pois muitos dos gamers dormem poucas horas por noite. A centralização (contração de músculos abdominais profundos) aumenta a força do tronco, diminui os episódios de dores nas costas e melhora a postura.

 Além de todos os benefícios citados acima, o Pilates é indicado para os não adeptos de academia. Cada sessão é única, sendo possível fortalecer o corpo como um todo e fugindo da monotonia e do fortalecimento muscular segmentado. Então, esqueça aqueles dias tediosos de treinos de pernas e abdome. No Pilates você vai recrutar músculos do seu corpo que nem imaginava existir! Afinal o melhor tratamento é a prevenção e como os gamers não jogam apenas por hobby e diversão, o cuidado com o corpo aumenta a resistência nas competições e prolonga sua carreira profissional.”

 

BATISTA, Érika Cássia Barroso. Revista Game Business. Disponível em: https://www.gbizbrasil.com.br/single-post/2017/07/23/PILATES-TAMB%C3%89M-%C3%89-COISA-DE-GAMERS. Acesso em às 21:56 de 5 de agosto de 2017.

unnamed