O QUE É A FASCEÍTE PLANTAR?

Fasceíte, fasciíte ou fascite plantar é uma inflamação da fáscia plantar (estrutura que recobre desde o calcâneo aos dedos do pé) e das estruturas perifasciais localizada na planta do pé. O esforço crônico incidente na origem da fáscia no calcâneo pode causar deposição de cálcio, formando o esporão na região posterior do calcâneo. Ambos distúrbios são frequentemente considerados em conjunto: fasceíte e esporão calcâneo.

 

O QUE CAUSA A FASCEÍTE PLANTAR?

A fasceíte plantar é causada como típico de qualquer lesão por uso excessivo, pode ser classificada pela origem aguda (por distensão) decorrente da incidência de carga excessiva no pé, exemplo: aumentar abruptamente a quilometragem percorrida em uma corrida. E causa mecânica está ligada a irritação crônica provocada por uma quantidade excessiva de pronação prolongada e excesso de peso.  Isso resultara em microlacerações na fáscia plantar. Também pode ocorrer no pé cavo, porque nesse tipo de pé, é comum a presença de uma fáscia plantar retesada.

A disfunção no pé é frequente nos pacientes de ambos os sexos, geralmente com mais de 40 anos de idade, a dor piora nas atividades como subir degraus, andar ou correr; e é mais frequente pela manhã, logo que o paciente sai da cama, no primeiro contato do pé com o solo.

 

ANATOMIA DO PÉ

O pé é formado por 3 arcos que tem como função distribuir adequadamente a descarga de peso.

Hoje vamos falar sobre o arco longitudinal medial, pois quando este desaba – pé plano, popularmente conhecido como pé chato, é uma das causas crônicas de fasceíte plantar.

 

Os ligamentos e músculos são estruturas responsáveis pela estabilidade estática e dinâmica do pé respectivamente. Nos casos de fasceíte plantar é preciso fortalecer os músculos extrínsecos (que não estão localizados exclusivamente no pé e atravessam o tornozelo), já os músculos intrínsecos (que se originam e se inserem no pé) são pequenos músculos que fadigam rapidamente e são responsáveis pela estabilidade do pé, eles são mais profundos e realizam movimentos mais refinados dos dedos.

 

COMO O PILATES AUXILIA NA FASCEÍTE PLANTAR?

Para a manutenção e prevenção de recidiva da fasceíte plantar, além das medidas anti-inflamatórias e analgésicas, deve ser incorporado ao programa de reabilitação exercícios de fortalecimento e alongamento dos músculos gastrocnêmios e sóleo; fortalecimento da musculatura do arco do pé (músculos intrínsecos do pé). Exercícios em cadeia cinética fechada e proprioceptivos.

O Pilates é um método de fortalecimento e alongamento muscular, onde são preconizados o correto alinhamento corporal em todos os exercícios. Na mesma sessão são trabalhados músculos profundos que dão estabilidade ao corpo, respeitando sempre a amplitude livre de dor. Os exercícios são elaborados, orientados e acompanhados por fisioterapeutas, e as turmas reduzidas com no máximo 3 clientes por horário.

O instrutor de Pilates habilitado deve dar atenção aos alinhamentos dos membros inferiores especialmente aos pés, dedos e arco plantar, evitando a hiperpronação. O paciente deve realizar todos os exercícios descalço para aumentar a propriocepção e avaliar adequadamente o pé durante os movimentos. Os exercícios de abdução de quadril são muito importantes para manutenção da força de estabilidade do membro inferior.

Pratique você também Pilates e viva sem dor!

O FisioStudio Pilates está localizado na Rua Joinville, 157, Vila Mariana – São Paulo/SP. Próximo ao Ginásio do Ibirapuera, tel: (11) 4801-3737.